Compartilhe

Metaverso: O que é, como funciona, é perigoso?

20 de julho de 2022 10:17

Compartilhe:

Metaverso: O que é, como funciona, é perigoso?

Metaverso é atualmente uma palavra da moda no mundo da tecnologia, negócios e finanças. 

O gigante de mídia social, Facebook, mudou seu nome para 'meta' e as discussões sobre o metaverso não pararam desde então.

Enquanto as criptomoedas ganham espaço no universo das finanças, o mundo começa a se preparar para um novo evento tecnológico: o metaverso que criará a integração de diversos mundos 3D.

Neste artigo, vamos ajudá-lo a entender o que é metaverso, como funciona e por que cada vez mais empresas estão focadas no desenvolvimento dessa nova tecnologia.

Veja os tópicos que você irá encontrar:

  • O que é metaverso?
  • Quem criou o conceito de metaverso?
  • Como funciona o metaverso?
  • Qual o propósito do metaverso?
  • O que é possível fazer no Metaverso?
  • Quais empresas já estão envolvidas no metaverso?
  • Quais tecnologias compõem o metaverso?
  • Como entrar no metaverso pelo computador?
  • Como investir em metaverso
  • Qual a aplicação das criptomoedas no metaverso?
  • O metaverso já existe?
  • Como será o metaverso?
  • Quais desenvolvimentos tecnológicos serão necessários para o metaverso?
  • Pra que serve e o que será possível fazer no metaverso?
  • Quais são as principais tecnologias que compõem o metaverso?
  • Como contribuir com o metaverso?
  • FAQ

O que é metaverso?

O metaverso é uma representação da vida real em um mundo virtual 3D onde os usuários podem interagir em diferentes espaços com seus avatares.

O metaverso, vai muito além da realidade virtualrealidade aumentada, pois sua ideia é permitir que os usuários tenham diversas experiências virtuais, como por exemplo conhecer outros usuários, comprar terrenos, jogar, estudar, fazer reuniões de trabalhos, assistir a shows e muito mais.

Alguns dos dispositivos que serão necessários para tornar a experiência do metaverso mais profunda são óculos 3D, fones de ouvidos, luvas táteis, pulseiras detectores de movimento, entre outros.

Se a experiência contemporânea da internet é bidimensional – o que significa que você navega e percorre em uma tela – o metaverso é 3D. 

Você estará “andando” por ele em uma experiência imersiva por meio de fones de ouvido ou óculos conectados.

Quem criou o conceito de metaverso?

O termo "metaverso" é creditado ao autor Neal Stephenson, que em seu romance de ficção científica Snow Crash,  escrito em 1992, visualizou as pessoas como avatares se encontrando em vários ambientes de realidade virtual (por exemplo, edifícios 3D realistas).

Como funciona o metaverso?

O metaverso funciona como uma espécie de fusão do mundo real com o mundo digital fornecendo novas maneiras de as pessoas se conectarem e interagirem umas com as outras.

O surgimento de criptomoedas, NFTs e recursos tecnológicos como Web 3.0, realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR) criam todo um ecossistema para um mundo virtual, que se sobrepõe ao mundo físico.

Para entender melhor como o metaverso funciona, detalhamos as principais característica do novo mundo virtual:

Sem barreiras

Como um mundo virtual 3D, o metaverso elimina todos os tipos de barreiras, físicas ou não, se tornando um espaço sem fim onde não há limites de quantas pessoas podem usá-lo ao mesmo tempo, quais tipos de atividades podem ocorrer, quais indústrias podem entrar, etc. 

O metaverso amplia a acessibilidade mais do que as atuais plataformas de internet.

Contínuo

Um metaverso não pode ser desconectado, reinicializado ou redefinido. 

Os usuários podem ingressar no metaverso livremente a qualquer momento, de qualquer lugar do mundo e, ao fazê-lo, sempre há continuidade em sua experiência.

Um metaverso evoluirá ao longo do tempo com base nas contribuições compartilhadas de seus usuários, como o conteúdo e as experiências projetadas por eles.

Descentralizado

O metaverso não pertence a uma corporação ou a uma única plataforma, mas a todos os seus usuários, que também podem controlar seus dados privados. 

A tecnologia Blockchain é uma grande parte disso  porque garante que todas as transações em um mundo virtual sejam públicas, facilmente rastreadas e seguras o tempo todo.

Imersivo

Com o metaverso, você poderá entrar em um novo nível de imersão e interatividade, onde todos os sentidos humanos estão mais envolvidos e os usuários se sentem mais presentes em suas experiências, através de headsets VR, óculos VR ou apenas seu smartphone.

Economias Virtuais

O metaverso integrará a realidade de economia das finanças descentralizadas alimentadas por criptomoeda, para que os usuários possam comprar, vender e trocar diversos itens, incluindo ativos digitais como avatares, roupas virtuais, NFTs etc.

Experiências Sociais

O projeto metaverso se resume a seus usuários. 

Cada participante de um mundo virtual participa de experiências e ajuda a co-criar o futuro do metaverso por meio de conteúdo gerado pelo usuário, de criações virtuais a histórias pessoais e interações com avatares orientados por inteligência artificial.

Qual o propósito do metaverso?

O metaverso pretende reproduzir espaços reais como cidades, parques, ruas e lojas para que as pessoas se encontrem, conversem, comprem e realizem diversas atividades, mesmo que estejam distantes no mundo real.

O projeto metaverso não irá substituir a internet ou a vida material, mas integrar os dois tipos de realidade para buscar uma evolução natural do estilo de vida que começou com a presença da internet em nossas vidas.

O metaverso pode ampliar as possibilidades de viver coisas que fazemos hoje no mundo real, só que de maneira virtual gerando mais ganho de tempo. 

Imagine, por exemplo, que você viu um anúncio de uma casa à venda e deseja visitá-la, mas ela está em outra cidade ou país. 

Pois bem, no metaverso seu avatar pode conhecer o avatar do corretor de imóveis no metaverso e ver a representação virtual perfeita do apartamento, sem precisar sair do escritório ou do sofá de casa.

Imagine também, poder visitar um país diferente sem sequer embarcar em um avião; ver obras de arte de um museu sem estar fisicamente lá. Estes são alguns exemplos.

O que é possível fazer no Metaverso?

Aqui está uma lista das principais coisas que você poderá fazer no metaverso:

  • Comprar terrenos
  • Comprar e vender imóveis
  • Criar avatares personalizados
  • Conhecer novas pessoas
  • Participar de reuniões de trabalho
  • Comprar e experimentar produtos
  • Participar de shows, concertos e eventos
  • Fazer cursos e aprender coisas novas
  • Conhecer diversos destinos turísticos
  • Visitar lojas, parques e clubes
  • Jogar jogos de realidade virtual
  • Investir em NFT e criptomoedas
  • Criar cenas, jogos e experiências de realidade virtual

Talvez seja por isso que muitas empresas estão investindo e se envolvendo cada vez mais com o metaverso. Confira a seguir algumas empresas que já atuam no metaverso.

Quais empresas já estão envolvidas no metaverso?

Muitas empresas de tecnologia estão ajudando a liderar a criação do metaverso, pois representa um novo mundo economico e diversas vantagens competitivas.

Dentre as empresas do metaverso, as mais conhecidas são:

Meta

A Meta é a principal empresa que desenvolve o Metaverso para que usuários e jogadores estejam na vasta rede de mundos virtuais 3D em tempo real. Foi anunciado que a empresa está focada no desenvolvimento de um supercomputador recorde para alimentar o Metaverso – atingindo quintilhões de operações por segundo.

NVIDIA

A NVIDIA é uma das principais empresas da Meta para fechar um acordo com o mercado Metaverso. 

Foi tomada a iniciativa de distribuir cópias gratuitas de um programa criado para desenvolver ativos prontos para o Metaverse, conhecidos como Omniverse. A NVIDIA está se tornando uma empresa popular no desenvolvimento do Metaverso, apoiando artistas e criadores de conteúdo para criar mundos e produtos virtuais.

Epic Games

A Epic Games está na vanguarda das grandes empresas que desenvolvem o Metaverse com uma onda significativa de desenvolvimento e inovação. 

Esta empresa anunciou um investimento de um milhão de dólares para o desenvolvimento do Metaverso em 2021 para preparar o caminho para os desenvolvedores de jogos explorarem uma infinidade de oportunidades na Web 3.0. 

Microsoft

A Microsoft é uma empresa popular para Meta focada no desenvolvimento de uma série de aplicativos Metaverso. 

Também está construindo um novo chipset de realidade aumentada para Metaverse com a Qualcomm para fornecer acesso a novos recursos. 

A Microsoft é uma das empresas de vanguarda no desenvolvimento do Metaverse, atualizando o Altspace VR para tornar a Tecnologia Metaverse um lugar muito mais seguro para usuários e jogadores.

Apple

A Apple é conhecida como uma empresa conhecida pela Meta por criar aplicativos de reuniões virtuais Head-Mounted System (HMD). 

Ele incorporará movimentos físicos de mãos e braços para estar presente e interagir em reuniões virtuais. 

Descentraland

A Decentraland é uma das grandes empresas que desenvolve o Metaverse como uma plataforma para produtores de conteúdo e empresas que procuram um novo meio artístico ou qualquer oportunidade comercial.

Está ajudando os usuários a criar e monetizar diferentes aplicativos e conteúdos enquanto compram terrenos virtuais na Tecnologia Metaverso.

Roblox Corporation

A Roblox Corporation está focada na construção de uma economia de criadores Metaverso, oferecendo uma plataforma de jogos aberta para permitir que os jogadores criem seus próprios mundos digitais e interativos.

Está ganhando popularidade por construir um modelo de negócios do Metaverso. 

Ele fornece vários jogos dentro de sua plataforma e alguns deles oferecem mundos virtuais onde os jogadores podem interagir de forma eficiente e livre uns com os outros.

Quais tecnologias compõem o metaverso?

O metaverso é uma combinação de vários elementos tecnológicos. As principais tecnologias usadas no metaverso são:

Realidade aumentada (AR)

A realidade aumentada usa o ambiente do mundo real existente e coloca informações virtuais sobre ele para aprimorar a experiência.

Por exemplo: você tem um monumento à sua frente. O aplicativo de realidade aumentada do seu smartphone fornece informações adicionais sobre essa obra de arte.

Realidade virtual (VR)

A realidade virtual é uma experiência imersiva onde colocamos um óculos e podemos ver e nos movimentar dentro de um mundo digital.

A realidade virtual (VR) é uma realidade paralela, que proporciona uma experiência imersiva através de óculos, desde que não esbarre em paredes físicas.

Em resumo, enquanto a realidade aumentada combina o mundo físico com o digital, a realidade virtual é toda digital. 

Web 3.0

A Web 3.0 representa a próxima interação ou fase da evolução da web/internet e potencialmente pode ser tão disruptiva e representar uma mudança de paradigma tão grande quanto a Web 2.0. 

A Web 3.0 é construída sobre os seguintes conceitos:

  • Sem intermediários: A rede oferece liberdade aos usuários para interagir pública e privadamente sem um intermediário os expondo a riscos, portanto, dados “sem confiança”.
  • Descentralização: Qualquer pessoa, incluindo usuários e provedores, pode se envolver sem a necessidade de permissão de uma organização controladora. 
  • Código aberto: É 'aberto' no sentido de que é feito com software de código aberto desenvolvido por uma comunidade aberta e disponível de desenvolvedores e realizado à vista do público.

NFT

Um NFT é um ativo digital que representa objetos do mundo real, como arte, música, itens do jogo e vídeos.

Eles são comprados e vendidos on-line, frequentemente com criptomoeda, e geralmente são codificados com o mesmo software subjacente que muitas criptomoedas.

Como entrar no metaverso pelo computador?

Existem diversas plataformas que já proporcionam uma experiência próxima ao que será o metaverso. 

Essas plataformas são abertos e acessíveis a todos aqueles que queiram experimentar e utilizar.

Em alguns casos, requerem uma carteira criptográfica e criptomoedas para interagir e realizar ações.

As plataformas mais famosas para entrar em mundos virtuais de metaverso são:

Descentraland

Um dos ambientes metaversos mais ativos é o Decentraland. É fácil de acessar com um navegador comum. 

Existem atualmente cerca de 300.000 usuários ativos, com algumas  estimativas mostrando que o espaço virtual está ganhando cerca de 18.000 usuários por dia. 

A Samsung revelou recentemente o seu mais recente smartphone na Decentraland e abriu uma loja virtual.

Entrar no Decentraland Metaverse é muito fácil, basta acessar o site, criar uma conta com seu avatar e começar a explorar.

Todos os elementos virtuais do Decentraland podem ser adquiridos com uma criptomoeda chamada MANA.

SandBox

Sandbox é um metaverso virtual que se tornou popular desde que anunciou sua parceria com a Meta. 

Seus avatares têm um estilo visual em blocos como o Minecraft e podem construir, possuir e monetizar usando NFT e SAND.

A Sandbox também fez parceria com mais de 165 marcas para criar avatares no mundo virtual de personagens famosos como Snoop Dog e The Walkind Dead. 

A plataforma Sandbox ainda não está disponível, mas enquanto espera você pode visitar o site e interagir com a comunidade.

Stageverse

Stageverse é uma nova plataforma virtual para experiências imersivas. Atualmente, permite que os usuários assistam a shows por meio de filmes 3D em 360° e efeitos especiais.

O Stageverse pode ser acessado através do aplicativo Oculus Quest para dispositivos iOS e Android.

Como investir em metaverso

Existem várias maneiras de investir diretamente no metaverso.

Investir em empresas que atuam diretamente no metaverso

Quem investe no mercado de ações pode investir em empresas listadas com modelos de negócios ou projetos relacionados ao metaverso, como Meta, Microsoft, Roblox, Unity e Nvidia, algumas das mais mencionadas neste assunto.

Além disso, é possível jogar jogos baseados em NFT (por exemplo, Axie Infinity), comprar e vender propriedades virtuais no Decentraland e The Sandbox.

Comprar criptomoedas relacionadas ao metaverso

Outra estratégia é comprar criptomoedas vinculadas ao metaverso (também conhecidas como metaverse tokens ou metaverse crypto), na esperança de que o projeto ao qual elas estão vinculadas pegue, o que as tornaria mais utilizadas e aumentaria sua demanda, aumentando seu valor . com a mesma oferta. 

Essas moedas virtuais são de fato usadas para realizar transações digitais dentro do metaverso e no mundo das NFTs. Possuí-los permite, por exemplo:

  • comprando, vendendo e criando no mundo do metaverso;
  • participe de jogos de jogar para ganhar (onde você joga para ganhar)
  • compre terrenos virtuais para alugar ou vender, ou roupas para seus avatares na forma de NFT (token não fungível, ou seja, objetos digitais com um código que os torna únicos e irrepetíveis)

Qual a aplicação das criptomoedas no metaverso?

Espera-se que cada plataforma do metaverso tenha sua própria criptomoeda ou tokens que os usuários podem comprar e usar online em sua plataforma. 

Atualmente, Decentraland (MANA) e The Sandbox (SAND) são duas das criptomoedas populares do metaverso que podem ser usadas em seus respectivos jogos do metaverso.

O metaverso já existe?

Embora mundos virtuais já existam hoje, como nos jogos online por exemplo, a maioria dos mundos não são experimentados em 3D, não estão vinculados entre si e os consumidores não podem se deslocar entre eles da mesma forma que se movem de um site para outro. 

O metaverso em sua totalidade do que vem sendo discutido hoje, ainda não existe, pois um metaverso completo pode levar anos, se não pelo menos uma década inteira. 

Ainda há muitos obstáculos técnicos a serem superados. 

Infraestrutura online que sustente milhões de pessoas usando o metaverso ao mesmo tempo e uma internet ininterrupta e confiável para carregar cenários do mundo virtual sem falhas, são alguns dos exemplos.

Porém, de certa forma, parte do conceito de metaverso já pode ser experimentado em várias plataformas de jogos online, incluindo Decentraland, Roblox e Fortnite.

Nestes jogos, é possível conhecer pessoas, comprar bens e terrenos virtuais, construir casas, ganhar moedas e participar de eventos. 

A Decentralized ainda recebe festivais de música e shows. 

Até mesmo aplicativos como o Microsoft Teams ou o Zoom podem ser chamados de uma forma de Metaverso, já que um grupo de pessoas se reúne e interage em um mundo virtual. 

No entanto, o metaverso é um conceito muito mais amplo do que jogos e evolui para a representação do mundo físico em um mundo virtual 3D que diminui barreiras geográficas e aproxima as pessoas, proporcionando a reprodução da vida em uma nova realidade: a virtual.

Quais desenvolvimentos tecnológicos serão necessários para o metaverso?

O metaverso é um ambiente virtual complexo que conta com várias camadas distintas. Não apenas hardware, mas software e infraestrutura desempenham um papel importante.

Aqui estão alguns dos elementos necessários para o metaverso:

  • Infraestrutura – Tecnologias de conectividade como 5G, Wi-Fi, nuvem e materiais de alta tecnologia como GPUs.
  • Interface humana – fones de ouvido VR, óculos AR, dispositivos móveis e outras tecnologias que os usuários aproveitarão para ingressar no metaverso.
  • Descentralização – Blockchain, inteligência artificial, computação de ponta e outras ferramentas de democratização.
  • Computação espacial – estruturas de visualização e modelagem 3D
  • Economia do criador – Uma variedade de ferramentas de design, ativos digitais e estabelecimentos de comércio eletrônico
  • Descoberta – O mecanismo de conteúdo que impulsiona o engajamento, incluindo anúncios, mídias sociais, classificações etc.
  • Experiências – aplicativos digitais de realidade virtual para jogos, eventos, trabalho, compras, etc.

Atualmente existem empresas atuando em cada uma dessas verticais que permitirão a construção do metaverso.

Como contribuir com o metaverso?

  • Se você gosta de investir, existem muitas oportunidades para investir. Desde comprar terrenos no metaverso ou investir em empresas que estão engajadas na construção do metaverso.
  • Se você gosta de socializar, existem muitas comunidades para as quais você pode contribuir nas discussões.
  • Se você deseja pesquisar e definir padrões, existem muitos grupos para apoiar.
  • Se você é criativo, há muitas áreas para apoiar através de sua criatividade.

Realmente há algo para todos, então comece a conversar com as pessoas da indústria. Sugerimos pesquisar por grupos do Twitter, Discord e LinkedIn.

Leia também:

FAQ

Criptomoedas em destaque

    Posts recentes

    Suporte Binance: telefone, central de atendimento e SAC

    Suporte Binance: telefone, central de atendimento e SAC

    11 de outubro de 2022 19:57

    Outras postagens

    Logo DisruptiveVerse
    Blog
    ExchangeBlockchainNFTMetaversoRealidade virtualRealidade aumentada
    Sobre

    DisruptiveVerse.com é um site de conteúdos e notícias de criptomoedas e metaverso voltado para tudo que é disruptivo e inovador. Somos independentes de instituições financeiras ou qualquer outra empresa e ganhamos dinheiro quando você clica em um link ou algum anúncio postado nesse site. Não recomendamos ou indicamos a compra de nenhum produto, serviço, ativo financeiro, criptomoedas ou qualquer outra coisa. Não nos responsabilizamos por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

    © 2022 Disruptive Verse. Todos os direitos reservados.